R. Padre Achiles Saporitti, 1220 - Divino • Palmas/PR

( +55 ) 46 3263-1632

abcc@abccaracu.com.br

image 02/03/2020

Cruzar touro Caracu com vaca Nelore vale a pena?

por Redação

Em edição do quadro Zadra Responde que foi ao ar nesta sexta, 28, o zootecnista Alexandre Zadra, autor do blog “Crossbreeding” e supervisor regional comercial da Genex para os estados do Acre, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Rondônia, respondeu dúvidas de três produtores, todos interessados em saber as características dos animais que resultam do cruzamento Caracu x Nelore.
 
As perguntas vieram de Cristiano Gonçalves, de Formosa-GO; Gerônimo David Dias de Campos, de Novo São Joaquim-MT; e Juliano Pamplona, de Iturama-MG.
 
“A raça Caracu é uma raça tropical trazida pelos portugueses há 500 anos para o Brasil e é adaptada, é um taurino adaptado, o qual apresenta um biotipo continental, é um animal de grande porte. É como se fosse um europeu de grande porte, só que adaptado ao calor. Quando nós cruzamos o Caracu com o Nelore, nós temos um vigor híbrido desejado, ou seja, nós temos heterose de 100%, o resultado esperado é muito ganho em peso, o que acontece, é fato. O peso é espetacular nos meio-sangue Caracu x Nelore”, respondeu o especialista.
 
Zadra também comentou as características das fêmeas frutos deste cruzamento. “Quando você cruza o Caracu com o Nelore, você tem uma fêmea F1 de alta habilidade materna. Se a gente colocar as melhores no curral, a gente consegue tirar leite, mas o ideal é que ela seja uma ótima matriz para habilidade materna. Então quando você pensar em fazer cruzamento de pasto, cruzamento a pasto usando um touro de pasto, você pode utilizar o Caracu que você vai ter choque de sangue, vigor híbrido, heterose e resultado de maior ganho em peso, fêmeas espetaculares para habilidade materna. Sendo que estas fêmeas vão entrar no cio pela primeira vez com 340 a 350 quilos, com cerca de 18 meses”, concluiu.